Livro: Quando o Amor Transpõe o Oceano

Para todos aqueles que moram em São Paulo, as máquinas do metrô trazem uma oferta diária de cultura pela bagatela de R$ 2,00. É uma ótima oportunidade para conhecer novos escritores ou para rever antigos clássicos, presentes nas mesmas prateleiras pelo mesmo preço.

A quantia a ser paga geralmente é de R$ 2,00 por livro, mas caso você não tenha trocado, pode pagar o valor que possuir em nota. As máquinas não aceitam moedas e podem ser encontradas em estações como 'Consolação', 'Sé' e 'Barra Funda'.

O livro que adquiri recentemente é da autora Winifred Ethel Netto, e narra a história de vida da garota nascida na Ilha de Santa Helena (Sim, a mesma de Napoleão) que casou-se com um Brasileiro de passagem por lá.

Ao longo das páginas podemos ver as dificuldades impostas pelo relacionamento que se torna dificultoso e até mesmo hostil algumas vezes, no entanto a fé de Winifred e a persistência e tenacidade de seu marido, fizeram o relacionamento dar certo.

Recomendo como um dos melhores livros 'desconhecidos' que li atualmente.

Classificação: Amável
SHARE

Fernando Serra

Olá! Sou um aspirante a escritor desde que tinha dez anos. Criei esse blog para colocar as coisas que sentia dentro de mim em um único lugar. Se por acaso você visitar as postagens mais antigas, vai perceber que elas acompanham meu desenvolvimento como escritor e como pessoa. Atualmente, continuo escrevendo, enquanto trabalho como Analista de Suporte e faço um ou outro trabalho artesanal. Se quiser saber mais sobre mim, pode me procurar nos links de contato, terei prazer em conversar!

  • Image
  • Image
  • Image
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentaram:

mariuza disse...

Eu terminei hoje livro adorei,me ensinou muitas coisas sobre como nada em nossas vidas e fácil, aprendi como devemos lutar pelo que queremos mesmo nas dificuldades da vida,e como e lindo e forte o amor de duas pessoas que se une para o que der e vier.Gostei muito e dei algumas risadas quase no final,quando o marido dela fica internado em uma clinica e ela pega um revolver para mostrar que o primeiro que derrubasse o tijolo da parede do cinema morreria eu sorrir muito,que força tem uma mulher sabia.Amei beijos