Noturno



Sou noturno, completamente solitário,
Sozinho vivo apenas para voar,
Sou noturno, ave de rapina,
Sou sozinho, sou noturno, pássaro sem menina,
Sou criança que cedo aprendeu a voar,
Sou apenas o que me ensinaram a acreditar...

Sou a decadência refletida no seu café,
Sou a unha encravada no seu pé,
Sou a dor de acordar de madrugada,
Sou seu ódio baseado em nada,
Sou sua hipocrisia aplicada em tudo,
Sou sua vida, perdida no mundo...


Sou apenas o que me ensinaram a acreditar,
Sou noturno, pássaro sem lar,
Sou você, quando pensa que está bem,
Sou você, quando não é notado por ninguém
Sou o que você pensa ser melhor,
Sou noturno, pássaro triste e sem sabor...





SHARE

Fernando Serra

Olá! Sou um aspirante a escritor desde que tinha dez anos. Criei esse blog para colocar as coisas que sentia dentro de mim em um único lugar. Se por acaso você visitar as postagens mais antigas, vai perceber que elas acompanham meu desenvolvimento como escritor e como pessoa. Atualmente, continuo escrevendo, enquanto trabalho como Analista de Suporte e faço um ou outro trabalho artesanal. Se quiser saber mais sobre mim, pode me procurar nos links de contato, terei prazer em conversar!

  • Image
  • Image
  • Image
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentaram: